O mundo de Palavras: 02/05/2010

Bem Vindo/a

Sejam bem vindos ao "Mundo de Palavras", este é um blogue de autor e parte integrante do projecto Poesia Portugal, nascido a 1 de Janeiro de 2009 tem como principal objectivo levar a poesia e a minha opinião pessoal mais longe, tem também como objectivo unir o público e os escritores através do projecto Poesia Portugal.

Se estiverem interessados em ser adicionados aos companheiros desta casa por favor façam essa referência nos comentários, e procedam ao adicionar do blog aos vossos companheiros. ( Obrigado )

Estamos disponíveis nas redes sociais

no Facebook -> https://www.facebook.com/JosePinaOficial/
https://www.facebook.com/PoesiaPortugal

no Twitter -> https://twitter.com/jpina9

Nota: para uma total visualização do blogue por favor desliguem o adblock ou outros bloqueadores uma vez que os mesmos bloqueiam o acesso a aplicações externas por exemplo o google + .
Se por algum erro não se conseguirem tornar seguidores do blogue por favor usem o sistema de seguidores do google +. Obrigado !

Saudações
José Pina

02/05/2010

Uma figura,um desejo

As lágrimas percorrem o teu rosto
as palavras saem me como foguetes em busca de te consolar
perante esse desastre que tiveste
não sei mais o que dizer para te manter feliz

Vivias com a ilusão que ele era eterno
nunca pensastes que ele também iria partir
apesar de ele nunca ter tido sentido paterno
sempre te fez rir

apesar de todos os maus momentos
sempre soubeste que acabariam os tormentos
saltavas de vida em vida
como quem troca uma pastilha

Um pai que parte de repente
sem aviso deixa uma amostra da sua gente
agora com a força da razão
choras essa tua ilusão

apesar de todos os avisos
que te dei e te fiz pensar
nao quiseste acreditar
que tudo seria perdido

Vivemos agora lado a lado
partilhamos este mundo manchado pelo caldo
para ti ele era só um amigo
que agora deixou vários perigos



Direitos
Texto: José Pina
Ilustração: Maria Almeida

Partilha com os teus amigos(as)

Pedidos de Poemas

Boas pessoal, aqui vão puder deixar os vossos pedidos de poemas que serão respondidos no blogue por ordem de chegada.