O mundo de Palavras: 29/09/2010

Bem Vindo/a

Sejam bem vindos ao "Mundo de Palavras", este é um blogue de autor e parte integrante do projecto Poesia Portugal, nascido a 1 de Janeiro de 2009 tem como principal objectivo levar a poesia e a minha opinião pessoal mais longe, tem também como objectivo unir o público e os escritores através do projecto Poesia Portugal.

Se estiverem interessados em ser adicionados aos companheiros desta casa por favor façam essa referência nos comentários, e procedam ao adicionar do blog aos vossos companheiros. ( Obrigado )

Estamos disponíveis nas redes sociais

no Facebook -> https://www.facebook.com/JosePinaOficial/
https://www.facebook.com/PoesiaPortugal

no Twitter -> https://twitter.com/jpina9

Nota: para uma total visualização do blogue por favor desliguem o adblock ou outros bloqueadores uma vez que os mesmos bloqueiam o acesso a aplicações externas por exemplo o google + .
Se por algum erro não se conseguirem tornar seguidores do blogue por favor usem o sistema de seguidores do google +. Obrigado !

Saudações
José Pina

29/09/2010

desafio

Julguei te um dia
Onde o sentimento nos perdeu
Senti que eras minha
Éramos o céu que de repente descaiu

Muitas horas em frente ao espelho
Indignado com o que via
Gostava dessa luz que me dirigiam
Ultimamente com água muito fria
Eramos unicos nesta luz diária
Leiloamos a vida numa revolução imaginária

Perdemos o encanto
Encontramos um novo espanto
Referencias anormais
Encontradas em lugares ideais
Inteligencias artificiais
Realizadas por acções judiciais
Antigamente tão fenomenais

Percebes o que eu digo
Imediatamente sem precisar de explicar
Nunca me deixarás
Antes do mundo acabar

José Pina 28 Setembro de 2010

The gate and the time

A beautifull day
with a hand full of sand
comes the sky on a rushing run
without your consense

you confesse on the beauty of the sun
when every man loses his hands
we come to the end of the cycle
like the trash when it his recycle

we like the beauty of the beach
when you see and like the peach
the beauty of his mate
on the closing run of the gate

run!!, they scream to his brother
on the closing time of his freedom
once the prison gate was close
there is no more escuse.


José Pina 28 Setembro de 2010

Partilha com os teus amigos(as)

Pedidos de Poemas

Boas pessoal, aqui vão puder deixar os vossos pedidos de poemas que serão respondidos no blogue por ordem de chegada.