O mundo de Palavras: 01/12/2014

Bem Vindo/a

Sejam bem vindos ao "Mundo de Palavras", este é um blogue de autor e parte integrante do projecto Poesia Portugal, nascido a 1 de Janeiro de 2009 tem como principal objectivo levar a poesia e a minha opinião pessoal mais longe, tem também como objectivo unir o público e os escritores através do projecto Poesia Portugal.

Se estiverem interessados em ser adicionados aos companheiros desta casa por favor façam essa referência nos comentários, e procedam ao adicionar do blog aos vossos companheiros. ( Obrigado )

Estamos disponíveis nas redes sociais

no Facebook -> https://www.facebook.com/JosePinaOficial/
https://www.facebook.com/PoesiaPortugal

no Twitter -> https://twitter.com/jpina9

Nota: para uma total visualização do blogue por favor desliguem o adblock ou outros bloqueadores uma vez que os mesmos bloqueiam o acesso a aplicações externas por exemplo o google + .
Se por algum erro não se conseguirem tornar seguidores do blogue por favor usem o sistema de seguidores do google +. Obrigado !

Saudações
José Pina

01/12/2014

Tudo o que não te posso dizer

Sabes que o tempo me fez acreditar que aquilo que foste e és um dia poderia vir a ser aquilo que podíamos ser, nunca aconteceu é certo mas os sonhos são aquilo que nós acreditamos que um dia se pode realizar e tu na minha mente vais continuar a ser simplesmente um sonho.

Nunca te disse nem nunca direi o que realmente és no meu sonho, não por medo ou por receio mas sim porque sei que no dia em que o fizesse a distância iria aumentar e apesar de tudo se o sonho não se realizar prefiro manter uma boa amizade do que arriscar em algo que pode nem nunca vir a ter um inicio.

Escrevo hoje , sem inspiração para rimar ou fazer poesia, apenas me apetece passar para o papel aquilo que me remoí a cabeça ao longo dos anos, aquilo que por mais que tente fugir nas conversas casuais em que o teu nome vem á baila se torna difícil.

Também é verdade que raramente alguém acertou no que eu sentia, apenas os que me conhecem muito bem sabiam que algo ali se passava, sabiam que o facto de eu sair para não te encarar tinha algo de estranho , eles sabiam , tu não.

Sei que o tempo vai um dia trazer me a resposta, sei que o tempo me vai indicar se todas as decisões dessa altura foram certas ou erradas mas para mim essas respostas já não são importantes.

Sei também que o tempo é algo indefinido, mas desejo te sorte e vemo-nos daqui a algum tempo.

Saudações
José Pina, 01/12/2014 , Rotterdão , Holanda

Partilha com os teus amigos(as)

Pedidos de Poemas

Boas pessoal, aqui vão puder deixar os vossos pedidos de poemas que serão respondidos no blogue por ordem de chegada.