O mundo de Palavras: As pedras dos anjos

Bem Vindo/a

Sejam bem vindos ao "Mundo de Palavras", este é um blogue de autor e parte integrante do projecto Poesia Portugal, nascido a 1 de Janeiro de 2009 tem como principal objectivo levar a poesia e a minha opinião pessoal mais longe, tem também como objectivo unir o público e os escritores através do projecto Poesia Portugal.

Se estiverem interessados em ser adicionados aos companheiros desta casa por favor façam essa referência nos comentários, e procedam ao adicionar do blog aos vossos companheiros. ( Obrigado )

Estamos disponíveis nas redes sociais

no Facebook -> https://www.facebook.com/JosePinaOficial/
https://www.facebook.com/PoesiaPortugal

no Twitter -> https://twitter.com/jpina9

Nota: para uma total visualização do blogue por favor desliguem o adblock ou outros bloqueadores uma vez que os mesmos bloqueiam o acesso a aplicações externas por exemplo o google + .
Se por algum erro não se conseguirem tornar seguidores do blogue por favor usem o sistema de seguidores do google +. Obrigado !

Saudações
José Pina

15/09/2012

As pedras dos anjos

Era dia 14, o Sol meio escondido subia lá ao fundo.
Nós por aqui preparávamos não sei bem o quê, uns falavam em greve geral,
os outros diziam que era apenas mais uma manifestação contra os "chulos".
Eu ia rindo de tudo aquilo afinal era mais um dia sem aulas e sem trabalho o que a meu ver era bom.

Tínhamos arrancado de Viseu eram 08:00 da manhã rumo a Lisboa,
todos com vontade de desfilar no palco que outrora tinha sido usado em Abril.
Agora já eram 02:00 da tarde e ainda não tínhamos almoçado, decidimos então parar para comer algo.

Paramos num cafézinho á beira mar com bom aspecto, o senhor assim que nos viu perguntou:
"precisam de mesa para quantos?".

E nós dissemos:
"somos 12 caro amigo e estamos com bastante fome",
ele sorriu acenando para uma mesa das grandes e disse nos :
"Não se preocupem que tratamos já disso".

Trouxe nos as cartas, escolhemos e comemos á velha moda do Porto.
De seguida saímos dali rumo á concentração que se adivinhava complicada,
havia noticia que seriamos muitos e que a poucos e poucos o pais estava a parar naquelas horas.
Todos os olhos estavam postos em nós, já na concentração seguimos rumo á casa do sr.Presidente.
Já na manifestação por 2 vezes os ânimos exaltados, mas calma não estou a falar entre nós e a policia.
Foram só 2 senhores que discutiam entre eles quem tinha direito a sentar se naquela cadeira,
peço desculpa mas não vou dizer os seus nomes.

De seguida chegaram os anjos, e ai meus amigos tudo se complicou.
Sabem é que a presença dos anjos irritou os agentes e os calceteiros.
Eu percebo os, afinal isto de andarem a renovar as pedras das calçadas e os sinais de transito não devia ser feito durante as manifestações.
Muito menos durante uma greve geral, mas pronto...

Como estava a dizer vos os policias enervados com a mania dos anjos em mudar os sinais de transito e em renovar as pedras carregaram em força e ai foi o final de mais uma concentração, nós voltamos para Viseu com uma história para contar.
Já os anjos voltaram para casa com umas quantas nodoas negras para sentir e relembrar.

15 Novembro de 2012
José Pina
Postar um comentário

Partilha com os teus amigos(as)

Pedidos de Poemas

Boas pessoal, aqui vão puder deixar os vossos pedidos de poemas que serão respondidos no blogue por ordem de chegada.