O mundo de Palavras: Carta para o futuro

Bem Vindo/a

Sejam bem vindos ao "Mundo de Palavras", este é um blogue de autor e parte integrante do projecto Poesia Portugal, nascido a 1 de Janeiro de 2009 tem como principal objectivo levar a poesia e a minha opinião pessoal mais longe, tem também como objectivo unir o público e os escritores através do projecto Poesia Portugal.

Se estiverem interessados em ser adicionados aos companheiros desta casa por favor façam essa referência nos comentários, e procedam ao adicionar do blog aos vossos companheiros. ( Obrigado )

Estamos disponíveis nas redes sociais

no Facebook -> https://www.facebook.com/JosePinaOficial/
https://www.facebook.com/PoesiaPortugal

no Twitter -> https://twitter.com/jpina9

Nota: para uma total visualização do blogue por favor desliguem o adblock ou outros bloqueadores uma vez que os mesmos bloqueiam o acesso a aplicações externas por exemplo o google + .
Se por algum erro não se conseguirem tornar seguidores do blogue por favor usem o sistema de seguidores do google +. Obrigado !

Saudações
José Pina

21/03/2013

Carta para o futuro

Bom dia, boa tarde ou boa noite, consoante o sitio e a hora de onde estejam a ler estas minhas linhas, hoje vou vos contar uma história, mais concretamente a minha história.

19 Agosto de 2190 , este foi o dia da minha morte, tinha 105 anos quando ocorreu, lembro me perfeitamente que foi uma tarde de muito calor, estava deitado já muito fragilizado devido a um cancro que se arrastava há já vários anos e que me tinha roubado praticamente 30 anos da minha vida.

20 Janeiro de 2160, esta foi a data que marcou a minha descida á realidade que me acabou por matar 30 anos mais tarde, ouvir aquele médico falar me em cancro e dizer me que podia durar muito ou pouco tempo fez me perder toda a esperança, aqueles 30 anos de tratamento foram uma experiência que não vos vou contar, é demasiado gravosa para merecer detalhes. 

A minha vida nem sempre foram tristezas, por exemplo a 15 Outubro de 2130 tinha eu 45 anos, lancei o meu primeiro livro de originais, todos eles compostos por temas que tinham como objectivo ajudar as pessoas, faze las reflectir e encarar o mundo de cabeça erguida, hoje que reflicto sobre isso talvez o tenha escrito por eu mesmo não conseguir manter a cabeça erguida em várias situações durante a minha vida.

A 1 de Janeiro de 2125 nasceu o meu primeiro neto e logo de seguida a minha primeira neta, e por falar em netos não vos apresentei a minha família, somos 5 ao todo, tenho 3 filhas, todas elas maravilhosas.

O meu neto chama se Alberto e tem hoje 65 anos, a minha neta tem precisamente a mesma idade, felizmente ambos seguiram carreiras de sucesso e tiveram a felicidade de uma vida com poucos problemas de maior.

Mas voltemos a mim, além de um livro tive vários feitos nesta longa vida, posso dizer que fiz quase tudo o que me propus a fazer.

Nasci a 2085 , numa família pobre em plena Irlanda, por essa altura o mundo estava dividido em apenas 2 facções , uma Europa pobre , e um resto do mundo que tentava esbracejar para sair da fome que se ia alastrando a todos os continentes, hoje que reflicto sobre isso penso que o melhor teria sido nascer em Marte.

Fiz toda a escola , apesar de ter de começar a trabalhar aos 8 anos na pequena oficina do meu pai, ao inicio apenas o ajudava com os materiais, era um carregador por assim dizer.

Aos 13 anos e já com a necessidade de ingressar no 7º ano tive de acumular funções , então o meu pai decidiu que era hora de além de ajudar na oficina também trabalhar com a minha mãe na sua pequena lavandaria.

E assim foi durante 2 anos, até aos meus 15 anos fiz de paquete e carregador, estudava nos tempos livres e nos vãos de escada.

Aos 15 anos, sai de casa e ingressei nas forças armadas, por essa altura não fui obrigado como a maioria mas foi mais uma decisão impulsionada pelo meu espírito de aventura, fui enviado para a América, havia por lá a 4ª guerra mundial, o panorama não era animador, havia o medo que aquela se transformasse numa guerra nuclear.

Fui destacado aos 17 para a guerra , estive lá durante 15 anos, vi de tudo por lá, vi atrocidades que o mundo nunca conheceu, horríveis de mais para terem uma descrição nas palavras, aquilo que por lá vivi transformou as piores coisas que até ai conhecia numa realidade bastante simpática.

Regressei aos 32 anos , sem conhecer a minha família, aliás por cá não conhecia nada, tudo me parecia diferente, 15 anos longe de tudo fizeram me uma pessoa totalmente diferente.

Quando cheguei , vinha magoado e traumatizado de tudo aquilo a que tinha assistido, estive durante mais 10 anos internado no sanatório militar, depois desses 10 anos sai e reencontrei a minha família mas como sabem a minha felicidade acabou por não durar muito.

Preparei o meu livro durante 2 anos, conclui os meus objectivos durante os outros 30, plantei uma árvore, subi ao Evereste, fiz de tudo um pouco.

A minha nascença como vos contei não foi fácil , os meus pais lutavam para evitar contradizer um regime que por esta altura tinha voltado a ser semi ditatorial, lutavam contra quem contra informava o mundo, oficialmente não havia regimes ditatoriais mas a realidade era bastante diferente.

Corriam os anos de 2085 , altura do meu nascimento , e aqueles que no passado serviam o estado como serviços secretos hoje tinham se tornado apenas no que os estados contratavam para evitar o desagrado das populações , serviam para enganar as pessoas transmitindo informações erradas nas alturas certas fazendo assim os mais desatentos terem o sentimento de estarem informados quando na realidade o que sabiam não era mais do que ilusão.

Esta é a minha história, uma realidade que se algum de vocês que me lê hoje conhecer o passado vai considerar totalmente incrível.

Para vos sossegar , hoje morri com 105 anos de vida mas fui feliz, afinal informei vos de tudo o que nos levou ao que somos hoje, conclui tudo o que queria fazer, agora desejo vos sorte e muita força para evitarem o final daquilo que tanto amamos.

Um abraço deste vosso amigo
"Ernesto"


Postar um comentário

Partilha com os teus amigos(as)

Pedidos de Poemas

Boas pessoal, aqui vão puder deixar os vossos pedidos de poemas que serão respondidos no blogue por ordem de chegada.