O mundo de Palavras: Viva a vaidade e a nova escola.

Bem Vindo/a

Sejam bem vindos ao "Mundo de Palavras", este é um blogue de autor e parte integrante do projecto Poesia Portugal, nascido a 1 de Janeiro de 2009 tem como principal objectivo levar a poesia e a minha opinião pessoal mais longe, tem também como objectivo unir o público e os escritores através do projecto Poesia Portugal.

Se estiverem interessados em ser adicionados aos companheiros desta casa por favor façam essa referência nos comentários, e procedam ao adicionar do blog aos vossos companheiros. ( Obrigado )

Estamos disponíveis nas redes sociais

no Facebook -> https://www.facebook.com/JosePinaOficial/
https://www.facebook.com/PoesiaPortugal

no Twitter -> https://twitter.com/jpina9

Nota: para uma total visualização do blogue por favor desliguem o adblock ou outros bloqueadores uma vez que os mesmos bloqueiam o acesso a aplicações externas por exemplo o google + .
Se por algum erro não se conseguirem tornar seguidores do blogue por favor usem o sistema de seguidores do google +. Obrigado !

Saudações
José Pina

14/04/2015

Viva a vaidade e a nova escola.

Olá pessoal, pois é hoje trago um tema polémico, há 6 anos no inicio desta loucura a poesia portuguesa era um mundo fechado, os autores ditos grandes eram alguém que viviam fechados em pequenos grupos e não permitiam que novos projectos e autores da nova escola tivessem projecção. Tudo isto mudou com as redes sociais a desempenharem um papel fundamental , infelizmente em alguns casos a mentalidade permanece naqueles que embora artisticamente sejam bons autores no capitulo humano deixam muito a desejar, por isso é que falo bastante nos Poesia Portugal e no que representa para mim saber que dos Poesia Portugal nasceram dezenas de outros projectos que desde 2012 mudam mentalidades a esse nível, chamem me vaidoso ou o que quiserem a verdade é que desde 2009 o trabalho foi sendo feito e hoje há uma nova escola de autores com créditos firmados com trabalho online e em formato físico e que converteu em parte alguns autores mais velhos que perceberam o erro que estavam a cometer ao não apoiar talento nacional.( Sim porque apoiar não é só apadrinhar 1 ou 2 talentos por ano).

Desde 2012 conheço pelo menos 50 autores que tem vindo a mostrar trabalho na área e a provar que as criticas dadas aquando do inicio dos seus projectos não eram nada mais do que inveja e medo de se tornarem mais pequenos, é triste numa comunidade que se diz desenvolvida ao fim de 6 anos continuarmos a assistir aos mesmos episódios de há 6 anos atrás ( e agora não se podem desculpar com a falta de informação porque ela existe aos pontapés, na minha visão agora essas atitudes são mesmo de inveja e má vontade.)

Para finalizar quero dizer que este post não é para toda a vertente mais experiente dos autores portugueses, conheço felizmente muitos e bons autores que apoiam e ajudam novos escritores e fazem criticas construtivas ao trabalho dos mesmos, depois há o lado negro de quem sente que não tem qualidade suficiente para sobressair sozinho e então tem de optar pelo bota abaixo, isso sim é repugnável , estaremos cá atentos quando for a altura desses mesmos escritores serem reconhecidos para ouvir os invejosos dizer que sempre apoiaram escritores e que a nova escola tem muito talento, nessa altura terão a resposta desta nova escola porque tal como não esquecemos quem apoia também não esquecemos quem manda abaixo.

Vou acabar este post da seguinte forma, se esta onda de manda abaixo recente da parte de algumas figuras bastante conhecidas tem como objectivo o eu sentir me mal e fechar o blogue ou deixar de atacar o que vejo mal então podem parar por ai porque isso não vai acontecer, tudo o que eu tenho a escrever vai continuar a ser escrito, este projecto vai continuar por muitos e bons anos e não me importa a vossa opinião sobre se sou vaidoso ou não, quem tiver um blogue como este que espelha a minha evolução enquanto escritor e não tiver ponta de vaidade só pode ser doido.
Sou vaidoso sim, orgulhoso do trabalho feito durante 6 anos (4 de Poesia Portugal) e de dezenas de autores que quer pelos Poesia Portugal quer por outras comunidades semelhantes estão a dar cartas, estaremos sempre cá para o que der e vier e sem medo porque se há 6 anos não me importei com o que diziam quando me disseram não escrevas, nunca vais chegar a lado nenhum, não era agora que o iria começar a fazer.

Espero que a mensagem passe clara e a bom som, não estou em bicos de pé , ao contrário dos senhores e senhoras continuo a manter a ideologia que me trouxe até aqui, respeito o meu público e por isso a minha escrita terá sempre estes níveis e quem estiver assim tão incomodado sabe o caminho a seguir.


Saudações
José Pina
Postar um comentário

Partilha com os teus amigos(as)

Pedidos de Poemas

Boas pessoal, aqui vão puder deixar os vossos pedidos de poemas que serão respondidos no blogue por ordem de chegada.